Seja BEM-VINDO ao blogue da Espaço e Memória - Associação Cultural de Oeiras.
Aqui encontrará informação regular e atempada sobre as actividades e eventos, realizados e a realizar, da nossa/sua Associação, assim como outros eventos relacionados com Oeiras, a sua história, o seu património, a sua herança cultural, e a sua envolvente. Neste último sentido, referimos também eventos culturais realizados por outras entidades e instituições noutras localidades.
Contamos com a sua presença regular neste espaço. Contamos CONSIGO!
VOLTE SEMPRE!

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Visita à Fortaleza de S. Julião da Barra


No último dia 3 de Setembro deu-se a visita ao Forte de S. Julião da Barra incluída na iniciativa Caminhos da Memória 2011 organizada pela Espaço e Memória conjuntamente com a Junta de Freguesia de Oeiras e S. Julião da Barra.


A visita teve uma forte adesão, o que dada a importância da fortificação na nossa História - local e nacional - não é de estranhar.
A possibilidade de se poder visitar um local tão emblemático, belo e repleto de histórias e mitos - bons e maus - é sempre uma oportunidade a não perder e quem lá esteve teve o prazer e privilégio de participar numa visita guiada pelo incomparável prof. José Meco enriquecida pelas contribuições do prof. Jorge Miranda, uma dupla de peso. 
 
Os presentes puderam igualmente deliciar os seus sentidos nos variados recantos e vistas deslumbrantes que a fortaleza oferece, sendo por vezes dificil resistir à tentação de fotografar simplesmente tudo.

















































A visita iniciou-se com um pequeno atraso às 9:30h e terminou por volta das 13:00h, decerto para pena de muitos. Foi possível visitar a parte da prisão; a fantástica cisterna; subir depois às muralhas voltadas ao mar e percorrer o perímetro da fortaleza com uma passagem pela capela e Torre do Farol.



















Pelo meio muita história e estórias foram ouvidas, bem como informação mais técnica sobre alguns aspectos militares e artisticos de realce.

Seria de extrema injustiça não agradecer ao Sargento-Mor bem como restante pessoal Militar que nos abriram as portas, e ao Ministério da Defesa pela sua autorização da visita.


1 comentário:

José António Baptista disse...

Um excelente apontamento de reportagem que, com certeza, deixa água na boca a quem não participou.
Acompanhado dum belo conjunto de boas fotografias.
O blogue ganha com colaborações assim e todos agradecem.

Parabéns Bruno!
E obrigado.

Abraço.